quinta-feira, 11 de julho de 2013

O Vazamento de Gás (1979) - SEMELHANTE






Tamanho: 307,9 MB
Resolução: 720x480
Formato: MP4

sexta-feira, 5 de julho de 2013

O Extrato de Energia Volátil




Áudio: Dublado

O Paciente Teimoso (Futuro Defunto) / Injeção Não!




Áudio: Dublado

sexta-feira, 2 de março de 2012

O Alfaiatezinho Valente (parte 4) - ESPANHOL






Parte Inédita no Brasil
Boa Diversão!




Episódio raríssímo e o maior sucesso do blog até hoje, estou repostando e o link está funcionando perfeitamente.boa diversão e atá breve.Sigam-me os bons!=)



quinta-feira, 1 de março de 2012

Édgar Vivar


Iniciou sua carreira artística em 1964 e participou de cerca de 40 obras, que compreenderam autores vanguardistas e mexicanos; mas em 1970, quando realizava rádio-teatros, foi chamado por Roberto Gómez Bolaños para participar de seus programas cômicos. Foi então que conseguiu popularidade com os personagens Senhor Barriga, Nhonho e Botijão.

No teatro atuou em "Marcelino pan y vino" onde fazia o Frei Antonio e também atuou em "En Roma el amor es broma" e em comédias musicais como " La casita del placer". Atuou na comédia "Einstein y Picaso en un cafe de Paris" ,onde interpretou Sagot. Em 1976 protagonizou o musical "La Novicia Rebelde" (A Noviça Rebelde), e por mais de seis anos realizou "La Pastorela de Tepoztlán". Além do êxito que alcançou com Chespirito, participou em várias telenovelas, entre as quais se destacam "Mundo de Juguete" e "Alguna vez tendremos alas" (1997), com produção de Florinda Meza, onde fazia o papel de Sebastian Medina. Filmou uma nova versão de "Zapata" que foi dirigida por Alfonso Arau, o mesmo dos filmes

"Como agua para Chocolate" e "Calzonzin inspector". No cinema participou de filmes como "¿No Oyes Ladrar los Perros?", "En el Cine", "El Chanfle", "Don Ratón y Don Ratero" e a produção estrangeira "In and Out".

Participou da zarzuela "Luisa Fernanda", em um papel cômico com tons musicais. Com esta zarzuela fez uma turnê por Miami, Boston e outros lugares dos Estados Unidos. Também fez incursões profissionais na música, já que participou de um espetáculo produzido pelo "Teatro de Bellas Artes de México " e na escola de Zarzuela de Madrid onde cantou com Plácido Domingo. Em 2000, trabalhou numa cara produção da Televisa, chamado "Plaza Sesamo 2000" (Vila Sésamo), onde interpretava um personagem chamado Don Boni onde também havia um tema de Edgar chamado "La Radio" que se incluiu neste programa e viajou com o genial "Circo de Noño y el Sr. Barriga", um circo montado por Édgar em 1985. Seu circo tem equilibristas, cães amestrados, contorcionistas e ainda os monólogos de Nhonho e o Senhor Barriga. Em 1997 viajou ao Chile e instalou seu circo no centro comercial de Santiago. Édgar está muito ligado ao Chile porque sua bisavó nasceu na cidade nortenha de Antofagasta.

Em 1998 foi à Argentina com seu circo e se apresentou em Calchaqui e na rua 12 de Outubro, em Quilmes. Retirou-se dos palcos por problemas respiratórios, chegando até a ser internado. Tudo correu bem e em 2001 assumiu um cargo na Associação Nacional de Intérpretes (ANDI), um cargo muito renomado.

Em 2006, ele atuou no filme Bandidas, vivendo o gerente de um dos bancos assaltados pelas protagonistas vividas Salma Hayek e Penélope Cruz - neste filme, em decorrência da morte do dublador Mário Vilela poucos meses antes, seu personagem teve a voz de Gilberto Baroli.

Em 2007 interpretou Dr. Balaban, um cientista paranormal, no filme O Orfanato, de Juan Antonio Bayona.

Em 2008, o ator fez uma cirurgia em Monterrey, no México, para emagrecer através do implante de um marcapasso gástrico.[3][4]

[editar] No Brasil



Em 2003, Édgar Vivar veio ao Brasil e esteve no programa "Falando Francamente" apresentado por Sônia Abrão no SBT, já em excelente estado de saúde, e onde também recebeu muitas homenagens dos chavesmaníacos, e de boa parte de funcionários da emissora, em especial a apresentadora do Bom Dia & Cia na época, Jackeline Petkovic se emocionou muito ao conhecer o personagem que a fez crescer em vários sentidos pessoais.

Conheceu também no mesmo dia, o seu dublador no Brasil, Mário Vilela, sendo que este dublador veio a falecer de Diabetes no dia 1º de dezembro de 2005.

Ainda em sua visita ao Brasil, o ator declarou que nunca foi amigo de Carlos Villagrán. Carlos assistia a entrevista pela TV e ficou muito chateado porque sempre se considerou um grande amigo de Édgar.

Em 2006, deu entrevista exclusiva à Rádio Jovem Pan, de São Paulo, para falar sobre a vitória do México em seu primeiro jogo na Copa do Mundo da Alemanha, contra o Irã, por 3 a 1[5]

No dia 23 de abril de 2010 ele, juntamente com Carlos Villagrán, participaram do Programa do Ratinho em uma série de dois episódios.

No dia 24 de abril de 2010 esteve no Brasil, assim como Carlos Villagrán (Kiko), para o "2º Festival da Boa Vizinhança" evento destinado a fãs de Chaves e Chapolin, que foi organizado pelo Fã-Clube Chespirito Brasil. A equipe de produção do Panico na TV presenteou o ator com um cheque ficticio como pagamento de 14 meses de aluguel, ficando extremamente emocionado.

No dia 15 de Setembro de 2011, foi entrevistado pelo programa Agora é Tarde, da Rede Bandeirantes.

No dia 18 de Setembro de 2011, participou do evento 4FunFest que aconteceu no mesmo dia.

No dia 24 de setembro de 2011, esteve em Belo horizonte para participar de uma apresentação de comedia no Teatro Alterosa

[editar] Dublagem

Os Personagens de Édgar Vivar, Foram Feitos Por:

[editar] Filmografia

  • 1970 - 1995: Chespirito, série mexicana de televisão (Botijão em " EL Chompiras, O gordo e papéis diversos)
  • 1973 á 1979: El Chapulín Colorado série mexicana de televisão
  • 1973 á 1979: El Chavo del 8, série mexicana de televisão (Sr. Barriga, Ñoño)
  • 1974: Mundo de juguete, telenovela mexicana escrita pelo argentino Abel Santa Cruz (1915-1995)
  • 1979: El Chanfle, filme de Roberto Gómez Bolaños, com todo o elenco de El Chavo (Dr. Nájera)
  • 1982: El Chanfle II, idem ao anterior (Dr. Nájera).
  • 1983: Don Ratón y don Ratero, filme mexicano de Roberto Gómez Bolaños
  • 1983: El más valiente del mundo, filme mexicano de aventuras
  • 1984: Frankenstein's Great Aunt Tillie, filme cómico estadunidense (Feldwebel Erstarren)
  • 1987: Escuadrón sida, filme cómico mexicano, com Ramón Aguirre
  • 1988: Musica de viento, filme, comédia dramática de Roberto Gómez Bolaños
  • 1992: Gordo, comédia mexicana em curtametragem (19 min.) de Enrique Arroyo (Gordo)
  • 1997: Alguna vez tendremos alas, telenovela mexicana (Sebastián Medina)
  • 1998: ¿Qué nos pasa?, série satírica de televisão (dois episódios)
  • 1998: Navidad fabuloja (programa de televisão de 30 minutos (Rei mago)
  • 2000: No contaban con mi astucia, programa de televisão mexicano (Édgar Vivar)
  • 2002: De pe a pa, série de televisão mexicana (Édgar Vivar)
  • 2004: El show del vampiro, curtametragem de animação mexicano (voz do vampiro Max).
  • 2005: Amarte así, telenovela mexicana (Don Pedro).
  • 2005: Aplausos, série de televisão mexicana (Édgar Vivar)
  • 2005: Chespirito: 35 años en el corazón de México, programa mexicano em homenagem (Édgar Vivar)
  • 2006: Bandidas, filme com Salma Hayek e Penélope Cruz (gerente do banco)
  • 2007: El orfanato, filme de Guillermo del Toro (dr. Balabán)
  • 2008: All Inclusive, filme chileno (taxista)
  • 2010: Para volver a amar telenovela como Renato Villamar

Estamos de volta ao batente

em breve voltaremos com novas postagens e novidades..
estivemos por um tempo fora, sem atualizações, devido a problemas técnicos.
com o relançamento dos episódios perdidos e os semelhantes, vamos atualizar nosso banco de dados para que vocês tenham sempreo maior e melhor conteudo da internet.
agradeço também aoas quase 80.000 visitas que nesses 4 anos de blog, fizeram dele o sucesso que é.
Até breve, com surpresas.

abraço a todos.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Quentinhas...

Finalmente saiu o acordo entre Record e Televisa.
Inicialmente é um acordo como o que existia com o SBT, mas as produções serão feitas por equipes brasileiras, portanto preparem-se para a Rebeldes Brasileira por que ela já está em produção.
Mas o que isso tem haver com nosso querido Chespirito?
Muito.
Penso que esse é o primeiro passo para finalmente vermos nossos seriados favoritos longe das garras do SBT.
Escrevi fazem alguns dias uma coluna exatamente sobre isso, e defendo até o fim essa mudança.
O link da notícia está aqui

Agora é esperar pra ver o que acontece.

Episódios de hoje:

Chaves - O Homem Invisível Versão 1 (PERDIDO)
Chapolin - O Louco da Cabana

Também tenho novidades sobre o blog.

Todas as pessoas que se cadastrarem na página do Marreta Biônica no Ning
http://marretabionica.ning.com
até dia 30/11 concorrerão há um boneco articulado do Chaves da Gulliver.
Portanto não percam tempo e participem!

Até a Próxima e Boa Diversão!

Chaves - O Homem Invisivel Versão 1 (Perdido)



Versão sem a Chiquinha.
Realmente um dos melhores episódios de Chaves. O trio Valdéz, Villagrán e Bolaños realmente se superam.

Assistam que vale a pena.

Postado por
Thunders

Boa Diversão!
suspenso, logo estará disponivel novamente.

Chapolin - O louco da Cabana



Um louco está à solta, e Chapolin é chamado por Florinda para ajudar, pois seu marido está fora de casa e ela tem medo de ficar sozinha. Agora, existem 3 suspeitos no caso. Quem será o verdadeiro louco?

Um dos melhores episódios de Chapolin na minha humilde opinião.

Link postado por Matheus
suspenso, logo estará disponivel novamente.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Carlos Villagrán


História

O intérprete de Quico, garoto mimado e filho de Dona Florinda, nasceu em 12 de janeiro de 1944. O curioso é que ele no início não era nada rico.

No vilarejo onde vivia, a sua família era a mais pobre de todas: Carlos Villagrán na sua infância nunca havia dormido em um colchão.

Ele é conhecido como Pirolo, pois antes de atuar em Chaves, tinha um personagem com esse nome. Ainda antes de viver o Pirolo, Villagrán foi fotógrafo profissional de vários jornais conceituados do México. Seu sonho era ser comediante ou jogador de futebol. A convite de Rubén Aguirre, Carlos Villagrán deixou a fotografia aos 23 anos e começou a viver Quico, personagem que já interpretava no teatro.

No ano de 1978, Carlos Villagrán deixou o elenco de Chaves. Devido à imposição de Roberto Bolaños, Carlos foi impedido de atuar com seu personagem no México, forçando sua ida para a Venezuela. Lá fez o programa Federrico, que não fez muito sucesso. No México, fez Ah que Kiko e, no Chile, O circo de monsieur Cachetón e Kiko botones.

Carlos Villagran disse que ele deixou o elenco de Chaves e Chapolin porque seu personagem Quico estava ganhando muita popularidade e ele estava sendo convidado para gravar discos e comerciais. Por isso quiseram diminuir a participação dele nos seriados e ele não aceitou. Entretanto, numa entrevista, Chespirito disse que Carlos Villagran o falou que queria tentar carreira solo e Bolaños disse que tudo bem, mas se ele quisesse voltar ao Chaves, todos o receberiam de braços abertos. Carlos Villagrán já teve um caso com Florinda Meza antes de esta se casar com Chespirito. Ficou 20 anos sem se falar e ver Roberto Bolaños, até que encontrou-se com este num especial da Televisa em homenagem ao comediante realizado no dia 1° de Abril de 2000, onde aparentemente fizeram as pazes.Pelo contrário da história com Maria Antonieta(chiquinha),quico aparece no desenho, a briga com Bolaños, que durou vinte e dois anos, faz parte do passado e ambos retomaram a amizade de outrora. Atualmente, mora em Guadalajara, México, e tem um circo, El Circo de Kiko, que inclusive já veio ao Brasil. Ele vive com sua esposa e com seus seis filhos.


Programas próprios

Carlos trabalhou na Venezuela em vários programas: "Niño de papel" (1981), "Kiko botones" (1981). "Federrico" (1982), "Las nuevas aventuras de Federrico" (1983) e "El circo de monsieur Cachetón". Estas séries não tiveram o mesmo êxito que os programas de Bolaños.

A empresa mexicana Tele-Rey ofereceu para Carlos a série "¡Ah, qué Kiko!". Chespirito não pôde evitar o uso do nome do personagem na nova série devido a mudança de grafia. Por outro lado, não durou muito tempo devido à inesperada morte de seu companheiro de trabalho Ramón Valdez, que também havia sido seu companheiro nas séries de Bolaños.


El Circo del Kiko

A seguir, Carlos fundou um circo (como muitos de seus outros companheros de série): "El circo de Kiko", que levou a vários países da América Latina. Villagrán esteve no Brasil, com seu circo, em 1995. Naquela ocasião, o ator participou de dois importates programas de entrevista: "Programa Livre" e "Jô Soares Onze e Meia".

Finalmente, se estabeleceu na Argentina, onde Chespirito não detém direitos sobre "Quico" e pôde seguir interpretando livremente o personagem.

Curiosidades

  • Apareceu nos dias 21 e 28 de Setembro de 2008 no programa "Panico na TV" da emissora Rede TV, quando foi apresentada uma matéria sobre Carlos Villagrán e seu circo. Nesta oportunidade o humorista voltou a atacar Bolaños, reafirmando que foi tirado do programa e acusando Chespirito que "querer ser Deus e dono de tudo". Alegou, ainda, que o personagem Quico é seu, já que vários de seus trejeitos foram criados por ele.
  • O ator tinha uma relação a Ramón Valdéz. Quando ele estava no hospital, muito mal de saúde, e Villagrán disse: Nos vemos lá em cima no céu. Mas ele contrariou contra Villagrán e disse. Não se faça de louco, nós vemos lá embaixo no inferno.

Fonte: Wikipédia

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Roberto Gómez Bolaños




Roberto Gómez Bolaños, também conhecido como Chespirito (Cidade do México, 21 de fevereiro de 1929) é um escritor, ator, comediante, dramaturgo e compositor mexicano.

Gómez Bolaños ficou conhecido mundialmente por séries televisivas como El Chavo del Ocho e El Chapulín Colorado. É sobrinho do ex-presidente mexicano Gustavo Díaz Ordaz Bolaños (1911-1979).

Chegou a se formar em engenharia, tentando também a carreira de jogador de futebol, mas acabou demonstrando talento para trabalhar escrevendo roteiros, primeiramente para rádio e depois para TV, onde também se tornou ator e diretor.

Depois de 27 anos convivendo juntos, Roberto Gómez Bolaños casou-se com Florinda Meza, a atriz que interpretava a Dona Florinda, no dia 19 de novembro de 2004, num restaurante da Cidade do México.

Em 2000, a rede de televisão mexicana Televisa homenageou todo o elenco dos seriados Chaves e Chapolin com o programa "¡No contaban con mi astucia!", ano em que o seriado completava 30 anos.

Origem do Apelido

"Chespirito" é a forma diminutiva e castelhanizada do vocábulo inglês Shakespeare (Chekspir). Tal apelido foi posto nele pelo diretor de cinema Agustín P. Delgado, que considerava Roberto Gómez Bolaños, que mede 1,60m; um pequeno William Shakespeare, capaz de escrever histórias tão profílicas e versáteis quanto o autor inglês.



Brasil

No Brasil, Bolaños teve quatro dubladores, sendo eles:

* Marcelo Gastaldi: (Também dublador do personagem "Charlie Brown" no desenho do Snoopy)nas séries clássicas (SBT).
* Sérgio Galvão: no Programa Chespirito, exibido pela CNT.
* Cassiano Ricardo: no Clube do Chaves (redublagem do Programa Chespirito), no SBT.
* Tatá Guarnieri: em episódios recentes nos DVD's e no desenho animado.




Cinema

* 1979: El Chanfle
* 1982: El Chanfle 2
* 1983: Don Ratón y Don Ratero
* 1984: Charrito
* 1988: Musia del Viento

Livros escritos por Chespirito

El Diario de El Chavo del Ocho (O Diário do Chaves)

...Y También Poemas (...E Também Poemas)

Sin Querer Queriendo: Memorias (Sem Querer Querendo: Memórias)


Participação política e polêmicas

Roberto Gómez Bolaños participou em 2006 de anúncios televisivos apoiando a campanha eleitoral do Partido da Ação Nacional. Também fez fortes críticas contra o candidato esquerdista Andrés López Obrador, acusando-o de dividir os mexicanos, e contra a esquerda em geral.

Em abril de 2007 uniu-se ao protesto de grupos católicos e conservadores que buscavam manter o aborto como um delito, frente à postura da Assembleia Legislativa, cujos representantes inclinaram-se por despenalizá-lo durante as doze primeiras semanas de gestão. Gómez Bolanos lançou anúncios em canais de televisão e chamadas telefônicas contra tal lei.

Levantou controvérsias por seus comentários sobre o famoso quadro Guernica, de Pablo Picasso, como os realizados no início de maio de 2007, na Colômbia, onde declarou que a obra "é uma caricatura".

Fonte: Wikipédia

Ramón Valdéz

Ramón Gómez Valdés y Castillo (Cidade do México, 2 de setembro de 1923 — Cidade do México, 9 de agosto de 1988) foi um ator mexicano. Ainda hoje, seu personagem Seu Madruga (Don Ramón, na versão original) é cultuada, havendo diversas páginas, blogs e comunidades no site de relacionamentos Orkut em sua homenagem. Casou-se três vezes (uma delas com a cantora Aracely Julián) e teve dez filhos. Faleceu de câncer de pulmão, ocasionado pelo fumo excessivo, que depois espalhou-se para o estômago.


Carreira

Atuou em vários filmes no seu país desde a década de 1940, porém atingiu sua maior popularidade com a figura hilária do "Don Ramón", "Seu Madruga" no Brasil, do seriado de televisão Chaves (El Chavo del Ocho). Roberto Gómez Bolaños, o Chespirito, sempre teve grande admiração por Ramón Valdés e dizia que era o único que o fazia "chorar de rir" durante as gravações dos programas, que duraram aproximadamente uma década. Seu personagem na Vila do Chaves, apesar do humor simples, trazia a situação da América Latina de desemprego generalizado e dependência de sub-empregos. Seja como pedreiro, vendedor ambulante de objetos usados ou leiteiro, ele sobrevivia enquanto o proprietário da vila, "Seu Barriga" (Edgar Vivar), não o expulsava da casa por não pagar o aluguel. No início da carreira, atuou em pequenos filmes junto com seus irmãos, também atores, e também com papéis nos filmes de Cantinflas, famoso comediante mexicano dos anos 60. Sem dúvida, sua carreira como "Seu Madruga" é reconhecida internacionalmente há várias gerações, o que faz dele um dos maiores comediantes da história da televisão mundial.

Curiosidades

* Sabe-se que Ramón Valdés tinha uma memória privilegiada. Fora do estúdio vestia-se quase igual como no seriado, pois afirmava que com os Jeans podia sentar onde quisesse sem temer sujar a roupa.(segundo declarações de seu filho Rafael Valdés).

* Também tinha rituais curiosos, como fumar um cigarro antes de dormir.

* Apesar de, no seriado Chaves, Seu Madruga fugir da Bruxa do 71 (Angelines Fernandez), na vida real os dois eram muito bons amigos. Tanto que, quando Ramón morreu em 1988, a atriz passou a noite ao lado do corpo chorando e dizendo "Mi Rorro". A atriz ficou tão decepcionada que começou a descuidar da saúde, e começou a envelhecer mais rapidamente.

* O sucesso do personagem (Seu Madruga), foi tão intenso na TV, que uma remake criada pela CYBERGAMBA, chamada Super Magro World. O jogo é inteiramente inspirado entre duas celebridades, o ator Ramón Valdéz, e o herói dos videogames: Super Mário.

* Ramón Valdés nunca pode desassociar sua pessoa do papel de Seu Madruga. Tanto as pessoas como os produtores não podiam vê-lo em outro papel. O ator confessou para a revista Actores&Actrices&Rumores que, depois de deixar o seriado Chaves, recebeu apenas quatro ofertas para atuar: as quatro eram pedidos de Chespirito para voltar a fazer o papel de Seu Madruga. De qualquer forma, sua carreira não terminou com a sua saída da turma do Chaves: atuou em diversas peças de teatro, duas no colégio de sua filha mais velha e uma no colégio de sua filha mais nova. Em todas as peças, fez o papel de Seu Madruga. Ramón voltou à televisão em 1981, quando Chaves havia se tornado um quadro do Programa Chespirito.




Filmografia

Ramón Valdés participou de mais de 100 filmes e seriados de TV em sua carreira, entre eles:

* Calabacitas Tiernas (¡Ay qué bonitas piernas!) (1948)
* Soy Charro de Levita (1947)
* El Chanfle
* El Chanfle 2
* Simbad el Mareado (1950)
* La Marca del Zorrillo (1950)
* El Mariachi Desconocido (1953)
* La Vida No Vale Nada (1955), juntamente com o também falecido Pedro Infante

*Fonte: Wikipédia

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Novidades...

Como a maioria da galera que visita o blog deve saber, estamos na era da Web 2.0
Pra simplificar, é esse lance de compartilhar informações, fotos, etc.
Orkut, My Space entre outros são os mais conhecidos.
Logo surgiu essa ferramenta, eu pensei em fazer uma comunidade social inteira só sobre Chaespirito e todo o elenco das séries.Estamos ainda em faze de testes, e o arquivo do blog continua até as mudanças serem feitas no total.
Basta se cadastrar e você pode criar seu perfil, personalizar com imagens (tem mais opções que o próprio Orkut) e compartilhar coisas com todo mundo.
Vale de tudo exceto claro, material inadequado como pornografia e afins...
Conheceremos juntos essa nova ferramenta que eu espero que todos gostem.

O Endereço é http://marretabionica.ning.com

Usem é bem legal, só não abusem ^^

Até a Próxima !

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

A Força do Chaves...


É crianças...
Quem assistiu ontem ao Panico na TV pode ver a força que tem os seriados CH no Brasil.
O programa todo foi uma grande homenagem ao seriado e a seus atores e mostrou mais uma vez que se bem trabalhados, podem sim render muitos frutos.Fico de boca aberta com o que a Record conseguiu fazer em termos de marketing com o Pica- Pau.Um personagem que por mais que fosse querido, já não tinha apelo algum para o lançamento de novos produtos, agora é a estrela do canal.
Contratos de publicidade e novos produtos são lançados e a emissora tem bons indices de audiência com um desenho que foi praticamente jogado por SBT e Globo.
Será que não era a hora dos seriados de Chespirito respirarem novos ares?
Já imaginaram o que a Record faria com esse material em mãos?
Transmitindo Chapolin e Chaves em ordem cronológica e sem cortes crotescos?
Comprando material novo e mesclando com os antigos?
Ou passando em separado como é feito com o Pica - Pau?
Tenho certeza que finalmente veriamos gibis, bonecos, toalhas, canecas, etc dos personagens CH.
Tudo licenciado e bem feito.
Poder pra conquistar novos publicos, e manter o atual a série tem.
Isso é mais do que comprovado.
Resta agora torcer por melhores ventos para Roberto e sua trupe no Brasil.
O contrato pelo que eu saiba já está no fim (alguem me corrija por favor...) e a Televisa não parece mais tão parceira do SBT...Tomara.
Por que pra mim, o SBT já era.

Abraços e até a próxima!

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Chapolin - A Velha Mina Abandonada - Legendado



Florinda foi presa em uma mina abandonada por um bandido, e chama o Chapolin para ajudar... mas novamente, quem aparece é Super Sam. Depois, Chapolin aparece e, como sempre, os dois começam a brigar para ver quem vai salvar a mocinha.

Postado por Elielson
Créditos ao trabalho maravilhoso do Thomas do Fórum CH que sempre trás novidades pra gente.Vamos aplaudir esses caras!

Baixar Episódio

Boa Diversão!